Sociais

A Prisão de Boulos é declaração de guerra.

A Prisão de Boulos é declaração de guerra.

Em Destaque, Sociais
Por Leandro Aguiar Vivemos uma conjuntura “sui generis” onde a direita está organizada, as facções criminosas (ainda que em rota de colisão) estão organizadas, mas a esquerda que é a base dos ditos movimentos sociais organizados não estão e a prisão relâmpago de Guilherme Boulos é um exemplo disso. É evidente que a prisão foi política na medida em que a própria ação da reintegração de posse também é, mas a questão que fica no ar é a seguinte: “O que faremos com isso?” Será que seguiremos abrindo mão dos vacilos que os governos dão para nos reorganizarmos? Notem a fraca e preconceituosa argumentação do comando do destacamento policial que esteve no local: “...incentivou” os integrantes do movimento a lançar objetos contra a Polícia Militar. “Ele (Boulos) tem um nível sociocultural muito
‪#‎MTSTocupaDF‬

‪#‎MTSTocupaDF‬

Sociais
No DF, MTST realiza maior ação da história da luta pela moradia no Brasil Nesse exato momento, o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) realiza a maior ação da história da luta pela moradia no Brasil. Informações: Macia Teixeira direto do DF. Seis terrenos foram ocupados simultaneamente no Distrito Federal nas cidades de Brazlândia, Ceilândia, Planaltina, Recanto das Emas, Samambaia e Taguatinga. As ocupações são por tempo indeterminado. “Hoje, marcamos a história da luta pela moradia. É a maior demonstração de organização dos movimentos de luta pela Reforma Urbana. Queremos destinação imediata das áreas ocupadas para moradia popular”, afirmou Edson Silva, da Coordenação Nacional do MTST. Reivindicações e Coletiva de Imprensa A Coordenação do MTST fará pronunciamento do conjunto
Agressão na “encolha”.

Agressão na “encolha”.

Sociais
Após fim do 5° grande ato PM e seguranças da via amarela agridem e humilham lutado@s e usuári@s do metrô. Cheguei britanicamente as 17:00, ocasionalmente encontrei com companheir@s chegavam com suas bandeiras enroladas via metrô (Estação Faria Lima), no Largo da Batata já tínhamos milhares, de um lado quatro ou cinco mil manifestantes que aos poucos ganhavam "corpo" e do outro mais de mil soldados já se "montavam" com suas armaduras medievais. As fotos que vão ver ocorrem desde o primeiro momento onde acompanhei todo o rito de preparação com concentração e assembléia para definição da pauta para definição do trajeto com o acompanhamento de perto pela a PM que a esta altura já formava um cinturão (também ritual) no entorno dos manifestantes que após "vencerem" a burocracia da assembleia a
Direita Volver?

Direita Volver?

Sociais
Não existe dúvida sobre o movimento de defesa ao governo federal expresso na noite de 13/11 na capital paulistana, e não poderia ser em outro lugar, a aglomeração no vão do MASP não tem haver somente com a tradição de atos do local, na verdade não poderia ser em outro lugar posto que a tônica dos discursos foi uma nítida afronta a burguesia mais reacionária do país. CUT, PT e MST foram para as ruas com todo o seu aparato e curiosamente o MTST acabou sendo uma pálida expressão na atividade que ele próprio “organizou”, nesse sentido outra postura contrapôs-se o da cobrança aberta e nesse sentido destacaram-se PCB, PCO e principalmente PSOL através do “Juntos” da ex-presidenciável Luciana Genro que foi bastante veemente, mas limitada, em sua intervenção, e isso seria bastante significativo s
Dá para parar a palhaçada?!?!?

Dá para parar a palhaçada?!?!?

Sociais
Com o perdão do trocadilho inevitável quero apenas render deferências a essas meninas, moças e senhoras que brincaram , mas essencialmente construíram um debate bastante interessante, ainda que "irrelevante" para a maioria de nós. Eu estava lá por "acaso", na verdade eu apenas fui pra jogar conversa fora e talvez beber algo com a querida Cida Almeida que eu havia conhecido dois dias antes no Ilê Obá Ketu Axé Omi Nlá durante a festa de Maria Padilha em um encontro casual, foi uma daquelas sensações de dejavú, mas isso não é relevante o que importa é que de repente tudo virou uma grande palhaçada. (Literalmente) É o ENCONTRO INTERNACIONAL DE MULHERES PALHAÇAS promovido pelo Teatro da Mafalda e em parceria com uma imensa rede de artistas (circenses ou não)  e que foi a resultante de uma sér