Nacional

Onze anos depois acaba a trégua entre Alckmin e Marcola. São Paulo está em alerta.

Onze anos depois acaba a trégua entre Alckmin e Marcola. São Paulo está em alerta.

Nacional
Nesta segunda feira (09/01) fiz um Editorial para este mesmo blog com uma análise do óbvio Ululante, ou seja o PSDB tem um acordo de cavalheiros feito com os principais chefes do PCC que data de 2006 um acordo necessário para barrar a onda de ataques que ocorreu por todo o estado na época. Aparentemente motivada por ações policiais contra a facção a onda de protestos que no próximo mês de maio completará 11 anos de sua ocorrência terá como “comemoração” sua reedição já no próximo mês de fevereiro. Em cadeia nacional de rádio e TV o advogado do PCC e Ministro da Justiça do governo golpista de Michel Temer se pronunciou anunciando o envio de 200 homens da Força Nacional aos estados de Roraima e Amazonas, o próprio Temer também se manifestou em entrevistas em evento no Rio Grande do Sul a
Retrospectiva 2016: Temer tira doces da boca de crianças… Enquanto isso, “revolucionários” fazem birra.

Retrospectiva 2016: Temer tira doces da boca de crianças… Enquanto isso, “revolucionários” fazem birra.

Nacional
O ano nem começou e pelo menos dois ataques impactantes já ocorreram, é bem verdade que apresentaram “naturezas distintas”, será? Trinta e nove mortos em boate na Turquia nos estertores de 2016, e porque não colocar nessa conta o ataque misógino ocorrido no interior de SP (Campinas) com doze mortos? Qual é a semelhança entre os dois casos? Já faz algum tempo que observamos mundo afora governos de centro-esquerda e centro-direita se curvando as pressões de grandes potências principalmente com os efeitos da crise econômica vinda desde 2008, o governo grego do Syriza “adequou” seu programa as exigências da Troika, o governo socialista François Hollande enfrenta grande impopularidade e vê a “sua” França como alvo potencial de ataques do grupo “Estado Islâmico” condições que potencializam a
Retrospectiva 2016: A educação pública como retrato.

Retrospectiva 2016: A educação pública como retrato.

Nacional
Eu cheguei a prometer algumas reflexões importantes para serem publicadas em artigos no “Escola dos Communs” e até mesmo algumas outras que pensei serem importantes para entender junto com todos que pensam a realidade, mas tenho privilegiado organizar os blogs do projeto, minimamente o Blog principal para que eu consiga garantir publicações regulares desde o início de 2017, apesar disso não posso evitar a angustia que me acomete depois de fechar meus diários referentes ao ano letivo de 2016 e por isso resolvi começar por aqui minha retrospectiva do ano em um especial que deve tentar sintetizar um pouco das minhas impressões e posições. Para que todos entendam, nas minhas seis turmas têm 204 alunos sendo 153 “frequentes ou com baixa frequência”, desses 25% se evadiram, 22% passaram pelo co
Eleições 2016 e o sexo dos anjos!

Eleições 2016 e o sexo dos anjos!

Nacional
Por Leandro Aguiar A definição em primeiro turno na capital paulista em 2016 nos leva a algumas conclusões, no entanto observar a conjuntura apenas pelo resultado da capital paulista é um reducionismo que não explica objetivamente a situação e por isso começo pela minha leitura do primeiro turno como um ponto de partida. Em vinte textos busquei traçar um panorama das quatro candidaturas que estavam mais à esquerda do espectro político e sem sombra de dúvidas essa era a de Altino do PSTU, partido que infelizmente manteve-se isolado sem buscar ou permitir o diálogo com outras forças quase que absorto em sua construção como razão central de sua existência, postura similar a de Henrique Áreas que foi a expressão daquilo que seu partido o PCO é como regra dentro do movimento organizado e se m
Altino do PSTU, muito Prazeres!

Altino do PSTU, muito Prazeres!

Nacional
Maranhense, 49 anos, pai de duas filhas, ex operário químico no estado de Pernambuco onde presidiu o Sindicato dos Trabalhadores de Indústrias Químicas, bacharel em matemática, atualmente condutor de trens na Cia do metropolitano de São Paulo concorre pela primeira vez a uma eleição, embora seja um militante histórico PSTU há alguns anos. Muito ‘Prazeres’ Altino. Brincadeiras à parte, o candidato socialista como costumeiramente o faz pareceu bastante firme em suas respostas, questionando na arguição inicial relativa à abrangência do seu programa Altino colocou a importância dos candidatos se posicionarem em relação a debates mais gerais em especial aos temas nacionais, falou em relação às principais palavras de ordem do partido como a cassação de Eduardo Cunha, os ataques de Temer tais