Agenda

#agendadelutas

#agendadelutas

Agenda
O país está em um momento impar, talvez um divisor de águas naquilo que se refere a consciência e a luta de classes do proletariado brasileiro e nesse sentido o Escola dos Communs aos poucos se reorganiza para somar-se a vanguarda que toma as ruas e aponta caminhos para os lutadores e lutadoras que não irão abaixar a cabeça frente aos ataques de Michel Temer e a sua corja de corruptos. Este espaço propõe-se nesse sentido a difundir as informações acerca das movimentações e atos tanto dos grupos políticos organizados bem como dos movimentos sociais e populares que lutam e que resistem.
Dia 29 vai ter paralisação nacional e manifestações, rumo à Greve Geral.

Dia 29 vai ter paralisação nacional e manifestações, rumo à Greve Geral.

Agenda
Zé Maria Nesta quarta-feira, 6, aconteceu em São Paulo uma reunião entre a CSP-Conlutas, CUT, CTB, UGT e Intersindical (CCT) onde se fechou um acordo para convocar um dia nacional de paralisação e manifestação no próximo 29 de maio. A pauta acordada prevê a luta contra as terceirizações, as duas Medidas Provisórias da Dilma que mexem com direitos trabalhistas e previdenciários (664 e 665), o ajuste fiscal, em defesa dos direitos e da democracia. É muito importante esta decisão porque fortalece a mobilização dos trabalhadores contra os principais ataques aos seus direitos que vem sendo feitos pelo governo da presidenta Dilma (com as MP’s) e pelo grande empresariado junto com a cúpula da Câmara dos Deputados (com o PL das terceirizações). Por outro lado, a CSP-Conlutas segue cobrando que a
4º Ato do Movimento Passe Livre de São Paulo

4º Ato do Movimento Passe Livre de São Paulo

Agenda
Por Leandro Aguiar Não é de hoje que o transporte público gratuito e de qualidade é uma demanda essencial em especial nas grandes cidades e capitais, no entanto a luta que ocorria de maneira esparsa e improvisada começa a ganhar contornos definidos e isso ocorre desde janeiro de 2005 no 5º FSM (Fórum social mundial) quando durante o evento ativista de todo o território nacional criam o movimento nacional pelo Passe livre. Evidentemente que este tipo de movimentação não seria acompanhada placidamente pelas autoridades burguesas e a medida em que o movimento cresce também crescem a repressão e a violência policial, mas reparem que não falo aqui de concordância com a forma ou alinhamento político do MPL, falo de repressão a qualquer forma de organização autônoma, independente e popular que
MÍDIA E QUESTÃO PALESTINA HOJE

MÍDIA E QUESTÃO PALESTINA HOJE

Agenda
Por Leandro Aguiar Passei alguns meses em função de problemas pessoais e técnicos sem atualizar o blog e aos poucos tento retomar sua "alimentação" e seguir com sua reestruturação, durante esse processo notei na galeria de fotos a falta do registro fotográfico de uma atividade muito importante ocorrido em 05/12 e que participei quase que por acaso após o ato contra as 21.000 demissões de professores em São Paulo, trata-se da atividade "A mídia e a questão Palestina" ocorrido durante a "I Semana e Fórum de Solidariedade ao Povo Palestino", o "bate papo" contou com as jornalistas Adriana Mabilia, Rita Freire e Moara Crivelente. A atividade que encerrou o ano de solidariedade ao povo Palestino promovida pela "Frente Palestina" do Brasil além de debater o papel da mídia como já sugere o seu t
Unir as mobilizações no dia 30 de agosto

Unir as mobilizações no dia 30 de agosto

Agenda
Depois das gigantescas passeatas de junho e do ensaio de greve geral de 11 de julho, agosto promete dar continuidade ao novo momento que vive o país A imprensa e o governo estão mostrando a realidade atual como uma “volta à normalidade”, porque já não se vê mobilizações do porte das de junho. É apenas mais uma tentativa de tentar fazer parecer que a situação retrocedeu para aquela anterior. No entanto, houve uma mudança na situação do país, acabando com a estabilidade política que existia. Mudou a relação de forças na sociedade: antes de junho, as classes dominantes reinavam tranqüilas. Agora, existe uma ofensiva das massas e uma postura defensiva dos governos e das grandes empresas. Isso pode ser comprovado com facilidade. Algumas centenas de pessoas ocupam Câmaras de Vereadores, e