Solidariedade

Ocupação do NRE, Núcleo Regional de Educação de Campo Mourão – Resistência contra mais um golpe de maldade do Beto Richa.

Ocupação do NRE, Núcleo Regional de Educação de Campo Mourão – Resistência contra mais um golpe de maldade do Beto Richa.

Em Destaque, Solidariedade
Por Cristiane Real Ramos, assistente Social CENSE Campo Mourão Nesta manhã chuvosa (30/01/17), os profissionais da Educação de Campo Mourão e região mostraram mais uma vez a sua força e capacidade de resistência. A ocupação consiste em um protesto contra a Resolução 113, que se já não bastasse a situação precária da Educação no Paraná, ainda prevê a eliminação de 7 mil vagas de professor com a redução da hora-atividade de 33% para 25% e pune os profissionais com a não atribuição de aulas extraordinárias em virtude de licença médica. Esses mesmos heróis que se alojaram em frente ao Núcleo de Educação hoje, foram vítimas do massacre promovido pelo governador Beto Richa, quando em 29/04/2015 deu ordem para atirar com balas de borracha e jogar bombas de efeito moral nos servi
Mídia Ninja e Casa Fora do Eixo são alvo da ilegalidade oficial.

Mídia Ninja e Casa Fora do Eixo são alvo da ilegalidade oficial.

Em Destaque, Solidariedade
Sem mandato ou justificativa legal militares agridem ativistas e convidados em evento cultural da Mídia Ninja e Casa Fora do Eixo. É comum observarmos argumentações de que o bandido vai receber “X” do estado, estará preso às custas do contribuinte, mas episódios como esse ocorridos na sede do “Mídia Ninja” e “Fora do Eixo” mostram o real caráter do militarismo e o seu papel social, emblemático notar que uma ocorrência como essa se dá em meio a uma intensa crise do sistema carcerário? Crise do sistema carcerário ?!?!? Não, a crise é do “estado de direito” que garante direitos apenas para alguns de nós e marginaliza o “restante”, a crise é do liberalismo burguês que toma como base de sua sustentação a miséria de alguns milhões de pessoas para o conforto destes poucos detentores de di
Estação Luís Carlos Ruas

Estação Luís Carlos Ruas

Em Destaque, Solidariedade
Recentemente (24/12) tivemos o covarde assassinato de Luis Carlos Ruas, um vendedor ambulante que não ficou calado frente a agressão de a duas mulheres trans moradoras de rua, e nada absolutamente nada que venha a ser feito será suficiente para reparar o ocorrido, afinal "Ruas" era "apenas mais um", apenas mais um homem negro, trabalhador ambulante da cidade de São Paulo, ele era apenas um como eu ou você que diariamente trabalhamos e estudamos na expectativa de apenas sobreviver. Ricardo Nascimento Martins e Alípio Rogério Belo dos Santos justificaram a ação por uma pseudo tentativa de assalto, pela bebida ou sabe-se lá mais o que e ao fazê -lo não apenas as justificativas descabidas, mas a ação inominável dão visibilidade para as centenas de agressões de diversos tipos que todxs aqueles
EU APOIO OS GUARANI-KAIOWÁ.

EU APOIO OS GUARANI-KAIOWÁ.

Solidariedade
GRANDES GUERREIROS, MAIS UMA TRAGÉDIA ANUNCIADA.... BRASIL, BASTA DE VIOLÊNCIA!!!! DE PRODUTORES RURAIS DO MATO GROSSO DO SUL.... PASSARAM A SER PRODUTORES DE MORTE INDÍGENAS....  Fazendeiros atacaram a tiros na manhã e tarde desta quarta-feira, 24, a comunidade Guarani e Kaiowá do tekoha Kurusu Ambá, que está acampada desde a madrugada desta segunda-feira, 22, em retomada de área tradicional. Nesta parte da terra indígena está instalada a fazenda Madama. Ainda não é possível afirmar se houve mortos e feridos, mas em contato telefônico com os indígenas foi possível ouvir tiros ao fundo. O ataque ocorreu porque a Polícia Federal não cumpriu o acordo intermediado pelo Ministério Público Federal (MPF), nesta segunda, e na manhã de hoje, 24, simplesmente não acompanhou os fazendeiros que pa
SindREDE em campanha salarial.

SindREDE em campanha salarial.

Solidariedade
As condições de precarização dos serviços públicos no Brasil são quase que uniformes variando pouco de local para local e em função disso greves importantes ocorrem em todo o Brasil, como por exemplo, a de professores de São Paulo, coletores de lixo do grande ABC, e trabalhadores da saúde de Curitiba, além de outras que tem indicativo de greve eminente. Algumas categorias iniciam seu processo de negociação salarial, esse é o caso dos profissionais do sindREDE BH que divulgaram seu calendário e exigem de Márcio Lacerda (PSB) um posicionamento. O Escola dos Communs apoia os companheiros e companheiras belo horizontinos (as) e se coloca à disposição da categoria. Nossa luta é uma só! Acompanhe o calendário e participe das atividades: