Tag: Eleições 2016

Eleições 2016 e o sexo dos anjos!

Eleições 2016 e o sexo dos anjos!

Nacional
Por Leandro Aguiar A definição em primeiro turno na capital paulista em 2016 nos leva a algumas conclusões, no entanto observar a conjuntura apenas pelo resultado da capital paulista é um reducionismo que não explica objetivamente a situação e por isso começo pela minha leitura do primeiro turno como um ponto de partida. Em vinte textos busquei traçar um panorama das quatro candidaturas que estavam mais à esquerda do espectro político e sem sombra de dúvidas essa era a de Altino do PSTU, partido que infelizmente manteve-se isolado sem buscar ou permitir o diálogo com outras forças quase que absorto em sua construção como razão central de sua existência, postura similar a de Henrique Áreas que foi a expressão daquilo que seu partido o PCO é como regra dentro do movimento organizado e se m
Altino do PSTU, muito Prazeres!

Altino do PSTU, muito Prazeres!

Nacional
Maranhense, 49 anos, pai de duas filhas, ex operário químico no estado de Pernambuco onde presidiu o Sindicato dos Trabalhadores de Indústrias Químicas, bacharel em matemática, atualmente condutor de trens na Cia do metropolitano de São Paulo concorre pela primeira vez a uma eleição, embora seja um militante histórico PSTU há alguns anos. Muito ‘Prazeres’ Altino. Brincadeiras à parte, o candidato socialista como costumeiramente o faz pareceu bastante firme em suas respostas, questionando na arguição inicial relativa à abrangência do seu programa Altino colocou a importância dos candidatos se posicionarem em relação a debates mais gerais em especial aos temas nacionais, falou em relação às principais palavras de ordem do partido como a cassação de Eduardo Cunha, os ataques de Temer tais
A intolerância ‘PATENTE’ de Major Olímpio.

A intolerância ‘PATENTE’ de Major Olímpio.

Nacional
Sérgio Olímpio Gomes tem por característica a instabilidade política, em sua trajetória já passou por quatro partidos PV, PDT, PMB e Solidariedade, o Paulista de Presidente Venceslau, tem 54 anos dos quais 29 na Polícia Militar. O bacharel em ciências jurídicas e sociais, jornalista, professor de educação física, técnico em defesa pessoal e instrutor de tiro foi eleito em 2006 e reeleito 2010 Deputado Estadual, em 2015 Major Olímpio como é conhecido foi eleito pela primeira vez para o cargo federal com 180 mil votos e entra nessa campanha como franco atirador. Na entrevista exibida em 12/09 Fabíola informa que o parlamentar iria viajar para Brasília para a votação da cassação de Eduardo Cunha já que esta foi a data da votação de sua cassação, e ela aproveitou para tratar do posicioname
“Na CBN, o Fantástico mundo de Levi Fidelix”

“Na CBN, o Fantástico mundo de Levi Fidelix”

Nacional
A entrevista que foi ao ar em 09/09 apresenta o “ousado e extrovertido” mineiro, Levy Fidelix que aos 64 anos enfrenta sua 15ª campanha eleitoral sem nunca ter sido eleito sendo que em 2014 teve sua votação mais expressiva com 446 mil  votos (0,43% do total), Levy é jornalista, fundador e presidente do Partido Renovador Trabalhista Brasileiro para quem o processo eleitoral é extremamente desigual devido ao financiamento de empresas aos candidatos dos grandes partidos e ao tempo exíguo de campanha, além dos casos de desvio e formação de caixa 2 através de casos de corrupção que ele chamou de “financiamento público de campanha”. Fabíola iniciou sua arguição de forma polêmica tratando das declarações homofóbicas feitas pelo candidato em debate nas últimas eleições presidenciais, questionam
O velho Young e o conservadorismo verde.

O velho Young e o conservadorismo verde.

Nacional
Ricardo Young é Paulistano, tem 59 anos, é empresário, foi presidente do Instituto Ethos, mas politicamente inicia sua trajetória em 2010, quando foi candidato ao Senado pelo PV ocasião em que recebeu mais de quatro milhões de votos e ficou na quarta colocação. Em 2012, foi eleito vereador pelo PPS com 44 mil votos e, no ano se associou a Marina Silva para a fundação da Rede. Para ele o modelo de “governo de coalizão” não funciona: ‘Depois de eleitos, fatiam o poder entre os partidos e o governo se fecha nele mesmo, numa disputa de poder e deixando a sociedade do lado de fora’ Para embasar sua teoria em declaração á rádio CBN o empresário aponta que Fernando Haddad tentou aplicar esse “empoderamento” nomeando engenheiros de carreira às subprefeituras, no entanto sem sucesso. Para “solu